Henrique de França

LUGARES CONGRUENTES

Henrique de França

A série Lugares Congruentes utiliza o desenho como ferramenta para a elaboração de croquis de halls de entrada de palácios, mansões e museus. Projectos absolutamente simétricos, os desenhos são exemplos da busca pelo sublime na arquitectura, uma tentativa de alcançar uma perfeição tão autêntica que se torna etérea, quase imaterial. No entanto, no ponto central de cada um dos halls, a reforçar a simetria e, ao mesmo tempo, a desestabilizá-la, está um pano a envolver o que parece ser um objecto orgânico: um corpo humano. Como cadáveres à espera de remoção, os corpos reflectem a violência urbana e, logo, a imperfeição humana. A palavra “congruência” é relacionada com o desenho geométrico para indicar quando duas figuras possuem a mesma forma e tamanho; aqui, além de se referir ao desenho matemático na sua origem, ganha também o significado de dois lugares social e ideologicamente opostos, sobrepostos, convivendo no mesmo espaço.

Henrique de França nasceu em 1982, vive e trabalha em São Paulo, Brasil. Licenciado em Artes Plásticas e pós-graduado em Design Gráfico, teve exposições individuais no Museu de Arte Contemporânea de Campo Grande/MS (2013), no Museu de Arte de Goiânia/GO (2012) e Desenho Contado na Galeria Leme, São Paulo (2011). Entre as exposições colectivas em que participou, destacam-se Desenho Ocupado, também na Galeria Leme (2009), About Change no World Bank Art Program, em Washington DC, EUA (2010), na Galeria Pilar (2013) e o 63º e 64º Salão de Abril em Fortaleza/CE (em 2012 e 2013 respectivamente). Foi premiado no 11º Salão de Arte de Mato Grosso do Sul (2011) e no 38º Salão de Arte Contemporânea Luis Sacilloto, em Santo André/SP (2010). Os seus trabalhos, em pintura e desenho, tratam de questões da memória colectiva e individual e a violência urbana.
Mais informações: www.henriquedefranca.com

Toggle collapsible region

desenvolvido por white imago