Francisco Queimadela + Mariana Caló

SINOPSE

Mariana Caló e Francisco Queimadela iniciaram na Primavera de 2010, um projecto contínuo intitulado Gradações de Tempo sobre um Plano, no qual se têm vindo a dedicar à pesquisa e reflexão sobre o entendimento da noção de Tempo, como uma dimensão simbólica da realidade, mas também como um conceito abstracto relativo a algo que é imaterial e que simultâneamente “precede a materialidade”.

Este projecto está a ser constituído em capítulos, que correspondem a diferentes reflexões e articulações da experiência dada em trabalho de campo ou estúdio e o material recolhido nesses momentos, combinado com o estudo e a recolha de diversas perspectivas da relação entre o Homem e a passagem do Tempo.

Gradações de Tempo sobre um Plano segue uma estrutura aberta de capítulos não-sequenciais (mas modulares e relacionais) em diferentes formatos (HD vídeo, Super 8mm, 16 mm, diapositivos, pintura, desenho e instalação) que são apresentados ora individualmente ora conectados no espaço expositivo como um todo, procurando envolver o espectador como um interprete livre da experiência visual.

O interesse em desenvolver um projecto contínuo prende-se não só com a necessidade de criarem uma estrutura sem um fim definido, mas também com um processo que lhes permita refazer cada capítulo individualmente ou combiná-los de múltiplas formas. Paralelamente ao desenvolvimento contínuo deste projecto existe um mapeamento interno do trabalho, constituído pelos símbolos particulares que são criados para cada capítulo.

Para a sua participação na exposição no Carpe Diem Arte e Pesquisa, Mariana Caló e Francisco Queimadela irão apresentar uma selecção de capítulos de Gradações de Tempo sobre um Plano.


BIOGRAFIA

Mariana Caló (Viana do Castelo, 1984) e Francisco Queimadela (Coimbra, 1985) estudaram Pintura na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto e trabalham como dupla desde 2010. Bolseiros da Fundação Calouste Gulbenkian em 2012 para residência internacional de artistas na Gasworks, Londres. Distinguidos com prémio BES Revelação em 2012, finalistas da 10ª edição do prémio Edp Novos Artistas e vencedores do prémio internacional Schermo dell'arte Film Festival 2013. Apresentaram o seu trabalho em diversas exposições, das quais se destacam Entrevista Perpétua, Edíficio Axa, Porto, 2013; Chart for the Coming Times, Rowing Projects, Londres, 2012 e Villa Romana, Florença, 2013; Gradations of Time over a Plane, Gasworks, Londres, 2012 e General Public, Berlim 2011; The Springs of the Flood, Altes Finanzamt, Berlim, 2011.

Toggle collapsible region

desenvolvido por white imago