Catarina Simão

Fora de campo: arquivo de cinema de Moçambique
 
Catarina Simão (Portugal)
 
 
Fora de Campo é uma reflexão sobre a natureza da percepção e da memória, codificada através das imagens, documentos e dispositivos que os acolhem e organizam. Este trabalho implica um diálogo continuado com um arquivo em particular, o Arquivo Moçambicano de Cinema, localizado em Maputo. Através de um processo de acumulação de documentos, reproduz narrativas de diferentes formas de condição pós colonial: desde a ideologia da Guerra Fria que produziu uma coleção de filmes revolucionários, passando pelo capitalismo global que procura agora a sua preservação, até à sua proposta situada, como fragmento de uma investigação pessoal.
 
A instalação de Catarina Simão é concebida como uma montagem de elementos numa sala de trabalho onde o esforço de pesquisa reverbera para além de uma apresentação formal. A partilha do seu método com a comunidade articula-se em torno de um programa de visitas comentadas e o agenciamento de encontros de proximidade com especialistas em história e ficção, assim como com responsáveis de arquivos circundantes.
 
Fora de campo: arquivo de cinema de Moçambique é apresentado no âmbito do programa ‘O Barulhamento do Mundo’, organIzado por AFRICA.CONT/CML E ARTAFRICA. 
 
 

Nesceu em 1972 em Lisboa, Portugal. Catarina Simão é uma artista e pesquisadora independente de Lisboa. A sua prática baseia-se em projetos de pesquisa de longo prazo que envolvem parcerias colaborativas e diferentes formas de apresentação ao público. Ela também envolve programas de rádio e palestras públicas, workshop participativos, curando exibições de filmes e publicações.

Toggle collapsible region

desenvolvido por white imago