Daniel Acosta

ARTE - ARQUITECTUTA PORTÁTIL - CIDADE

Daniel Acosta

O projecto de Daniel Acosta, realizado especificamente para o espaço do jardim do palácio, é uma arquitectura híbrida, de pequenas dimensões. Apresenta os conceitos que definem essa arquitectura que, com características das arquitecturas portáteis e do mobiliário urbano, tem por objectivo dar conta das situações de exclusão do contexto da cidade. Articula reflexões sobre as possíveis relações entre arte, arquitectura e design.

Daniel Acosta nasceu no Rio Grande, Brasil, em 1965. Vive e trabalha em Pelotas/RS. Realizou um bacharelato em Desenho e Plástica com Habilitação em Escultura na Universidade Federal de Santa Maria/RS (1987). Frequentou o Mestrado em Artes Plásticas na ECA/USP, sob orientação de Maria do Carmo Gross. A sua primeira exposição individual, Projecto Macunaíma 92, foi apresentada no Espaço Alternativo, IBAC/FUNARTE no Rio de Janeiro. Em 1995 começa a expor em São Paulo, na Galeria Casa Triângulo. Participou em importantes exposições colectivas como Ao Cubo/1996 (Paço das Artes/SP), Panorama da Arte Brasileira/1999 (MAM/SP), além de ter trabalhado em projectos específicos para o Torreão em Porto Alegre (1998) e a Capela do Morumbi em São Paulo (2000), e ter participado, por três vezes, na Bienal de Mercosul. Foi convidado a apresentar, na 25ª Bienal de São Paulo, um trabalho da série Paisagens Portáteis, tema da sua tese de Doutoramento em Artes Plásticas na ECA/USP (2005). Construiu, em 2011, a peça Cavurba, uma pequena cabine/mobiliário, inserida na série Fantasia Arquitectónica Urbana para a Paralela V. Actualmente, além do seu trabalho artístico, lecciona Escultura e Desenho no Centro de Artes da Universidade Federal de Pelotas/RS. 

Mais informações: http://daniel-acosta.com/

Toggle collapsible region

desenvolvido por white imago